cachoros para lobos curiosidades

O mistério que levou o lobo selvagem a ser um cão doméstico

Quem nunca se perguntou de onde vieram os cães? Claro que eles são nitidamente parentes dos lobos mas com um detalhe, ele não ataca humanos já no seu próprio instinto natural ele acaba sendo amigável mesmo sem ser adestrado demonstra afeto e tenta compreender situações e emoções humanas.

Derivados do lobo cinzenta [Foto: medium.com]
Derivados do lobo cinzenta [Foto: medium.com]
A evolução é algo que afetou tanto nós humanos quanto os lobos, acredita-se que o lobo sofreu adaptações ao longo tempo, ficando dócil e com aspectos menos selvagens (orelhas menores, dentes menores e patas).

Possivelmente isso ocorreu há cerca de 10.000 ou 40.000 anos  e ainda permanece um mistério de acordo com a ciência que ainda busca bastante sobre isso mas muitos acreditam que os cães vieram do lobo cinzento ou dos chacais. As cronologias mais recentes, sugerem que a domesticação em si começou há cerca de 30 000 anos, os primeiros trabalhos caninos e o início de uma acentuada evolução entre 15 000 e 12 000, e por volta de 20% das raças encontradas atualmente, entre 10 000 e 8000 anos no Oriente Médio.

Teorias sobre a domesticação

Border Collie, famosa raça de cachorro europeia
Border Collie, famosa raça de cachorro europeia

Um estudo sugeriu que os cães poderiam ter sido domesticados mais de uma vez . Os pesquisadores analisaram sequências de DNA mitocondrial de restos de 59 cães europeus (com idades entre 3.000 a 14.000 anos) e o genoma completo de um cão de 4.800 anos que foi enterrado sob o monumento pré-histórico em Newgrange, Irlanda.

Uma das teorias acredita que o surgimento dos cachorros teria ocorrido por seleção artificial de filhotes de lobos-cinzentos e chacais que viviam em volta dos acampamentos pré-históricos, alimentando-se de restos de comida ou carcaças deixadas como resíduos pelos caçadores-coletores. Os seres humanos perceberam a existência de certos lobos que se aproximavam mais do que outros e reconheceram certa utilidade nisso, pois eles alertavam para a presença de animais selvagens, como outros lobos ou grandes felinos e isso possivelmente levou ao adestramento.

A relação de cooperativa é amplamente aceita e é possivelmente um dos caminhos mais interessantes para a ciência, o lobo podia em troca dos seus talentos para alertar humanos e para fareja receber companhia, proteção, abrigo e uma fonte confiável de alimento. Mas quando essa parceria ocorreu pela primeira vez ainda está em debate.

Cães de caça conhecidos como cães de aponte buscando aves [Foto: Wikipedia]
Cães de caça conhecidos como cães de aponte buscando aves [Foto: Wikipedia]
Mesmo com incertezas quanto o seu lugar de origem e também a espécie de origem, estima-se que há 7.000 anos, eles estavam em quase todos os lugares, embora não fossem o tipo de cachorro que consideraríamos animais de estimação. Mais tarde os cães foram criados principalmente para a caça e alguns para pastos, seja para proteção ou para guiar o gado, estudos de DNA ainda estão sendo realizados para resolver esse incrível mistério.

Curiosidades sobre cães em cenários de guerra

Na época das grandes navegações, os homens migraram ao Novo Mundo com seus caninos. Apesar de não serem desconhecidos dos povos pré-colombianos, a variedade era desconhecida. Também durante a conquista, a presença deste animal teve sua utilidade: nas guerras contra os nativos, farejadores eram utilizados para encontrar e matar os índios. A respeito disso, há a lenda de que, na atual República Dominicana, milhares de indígenas foram exterminados por uma tropa de 150 soldados de infantaria, trinta cavaleiros e vinte cães rastreadores.

Cães usados para guerra - Pastor alemão [Foto: My animals]
Cães usados para guerra – Pastor alemão [Foto: My animals]
Alguns eventos marcaram a evolução canina. As guerras mundiais extinguiram as raças das regiões mais afetadas e ajudaram a popularizar as variedades militares, como o pastor alemão e o dobermann para o rastreamento e após a guerra surgiram os primeiros centros de treinamento de cães-guia de cego.

Assim encerramos essa bela história de amizade do cão com o humano que logo será estudada e continuará eterna!

Curtiu nosso conteúdo? Se você curtiu não esquece de compartilhar e nos seguir nas redes sociais para ter curiosidades novinhas em folha na sua timeline!

instagram - ícones de social grátis Instagram:  Clique aqui

Facebook – entre ou cadastre-se Facebook:  Clique aqui

Pinterest Archives » Revista Internet Pinterest:  Clique aqui

 Twitter:  Clique aqui

Linkedin - ícones de mídia social grátis Linkedin: Clique aqui

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: